MIA COUTO

MIA COUTO

Nasceu em 1955, na cidade da Beira, em Moçambique.

Em 1972 foi para Lourenço Marques, hoje Maputo, capital de Moçambique, para estudar Medicina, mas não terminou o curso. Nos anos 70 dedicou-se ao trabalho de jornalista em diversos órgãos de informação.

Voltou aos estudos universitários e formou-se em Biologia, passando, então a exercer atividades como biólogo e escritor.

Está traduzido em mais de 30 idiomas e recebeu importantes prêmios, nacionais e internacionais, como o Prémio Camões, que recebeu em 2013.

Desde 1987, colabora com grupos de teatro, havendo múltiplas adaptações de contos e romances para teatro e cinema, tanto em Moçambique como no estrangeiro.

Da sua vasta e rica obra destaca-se o romance Terra sonâmbula que foi considerado um dos 12 melhores romances africanos do século XX.

OBRAS DA KAPULANA

pátio das sombras, Contos de Moçambique, v. 10, 2018.

OUTRAS PUBLICAÇÕES

É autor de muitos livros, dentre os quais:

  • Raiz de orvalho e outros poemas (poesia), 1983.
  • Terra sonâmbula (romance), 1992.
  • Estórias abensonhadas (contos), 1994.
  • O último voo do flamingo (romance), 2000 .
  • O pátio das sombras. Maputo: Escola Portuguesa de Moçambique; Barcelona: Fundació Contes pel Món, 2009.
  • Tradutor de chuvas (poesia), 2011.
  • A confissão da leoa (romance), 2012.
  • Inundação (conto), 2014.
  • Mulheres de cinzas (trilogia “As areias do Imperador”) (romance), 2015.
  • A espada e a azagaia (trilogia “As areias do Imperador”) (romance), 2016.
  • O bebedor de horizontes (trilogia “As areias do Imperador”) (romance), 2017.
  • A água e a águia. (infantil), 2018.

PRÊMIOS, DESTAQUES E PARTICIPAÇÕES

  • Prémio Nacional de Ficção da Associação dos Escritores Moçambicanos, 1995.
  • Prémio Vergílio Ferreira, pelo conjunto da sua obra, 1999.
  • Prémio Mário António, pelo livro O último voo do flamingo, 2001.
  • Associação dos Escritores Moçambicanos (melhor romance), 2004.
  • Prémio União Latina de Literaturas Românicas, 2007.
  • Prêmio FNLIJ Literatura em Língua Portuguesa, 2009.
  • Prémio Eduardo Lourenço, 2012.
  • Prémio Camões , 2013.
  • Neustadt International Prize for Literature, 2014.
  • Man Booker International Prize (finalista), 2015.