NAZIR AHMED CAN é Professor de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa na Universidade Federal do Rio de Janeiro e do Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas desta mesma instituição. É doutor em Teoria da Literatura e Literatura Comparada pela Universitat Autònoma de Barcelona (com um estágio na University of Liverpool), licenciado em Letras pela Universidade do Porto (com uma passagem de um ano pela Universität des Saarlandes, na Alemanha) e em Humanidades pela Universitat Pompeu Fabra, de Barcelona. Entre 2012 e 2015, desenvolveu sua pesquisa de pós-doutorado na Universidade de São Paulo, com apoio da FAPESP, tendo realizado, nesse contexto, pesquisa de campo em Moçambique e na Ilha Maurício.

Atuou também como Professor Visitante na Universitat Autònoma de Barcelona e na Universidad de Salamanca, neste último caso com o apoio da CAPES (no âmbito do Programa Institucional de Internacionalização). É hoje pesquisador do CNPq (Produtividade em Pesquisa – PQ 2) e da FAPERJ (Programa Jovem Cientista do Nosso Estado).

Com Rita Chaves, coordena, desde 2016, o “PIELAFRICA – Pactos e impactos do espaço nas literaturas africanas (Angola e Moçambique)”, grupo de pesquisa interuniversitário certificado pelo CNPq, e é membro colaborador do “ORION – Portuguese Orientalism” (do Centro de Estudos Comparatistas da Universidade de Lisboa) e do “CRIMIC – Centre de Recherches Interdisciplinaires sur les Mondes Ibériques Contemporains” (da Sorbonne Université).

É coeditor da Revista Mulemba e editor-assistente (responsável pela seção literária) da Revista Diadorim, ambas da UFRJ.

Colabora com a Editora Kapulana com prefácios para os livros da série “Vozes da África” e publica seu primeiro livro com a Kapulana em 2020:

OBRAS / ARTIGOS DA KAPULANA

OUTRAS PUBLICAÇÕES
Além de livros, publicou diversos artigos e organizou vários dossiês sobre literaturas africanas.

Livros, volumes coletivos e dossiês temáticos:

  • Racism and Racial Surveillance. Modernity Matters. London: Routledge. [no prelo] (com Sheila Khan e Helena Machado)
  • Seleção de Pesquisas em Literaturas de Língua Portuguesa (2017-2018). Rio de Janeiro: Letras/UFRJ, 2018 (com Anélia Pietrani, Dau Bastos, Luci Ruas Pereira, Maria Lúcia Guimarães Faria e Mônica Figueiredo).
  • Visitas a João Paulo Borges Coelho. Leituras, diálogos e futuros. Lisboa: Colibri, 2017 (com Sheila Khan, Sandra Sousa, Leonor Simas-Almeida e Isabel A. Ferreira).
  • Discurso e poder nos romances de João Paulo Borges Coelho. Maputo: Alcance Editores, 2014.
  • História e ficção na obra de João Paulo Borges Coelho: discursos, corpos, espaços. Barcelona: Servei de Publicacions Universitat Autònoma de Barcelona, 2011.
  • Hybridations problématiques dans les littératures de l’océan Indien. Ille-sur-Têt: Éditions K’A, 2010 (com Mar Garcia e Felicity Hand).
  • Viagem, alteridade e tradução cultural: África e representação literária. Dossiê publicado na Revista Mulemba, v. 10, n. 18. Rio de Janeiro: UFRJ, Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas [no prelo] (com Rita Chaves, Pedro Serra, Rebeca Hernández e Marlon Augusto Barbosa).
  • Reverências e irreverências no campo literário em língua portuguesa. Dossiê publicado na Diadorim: Revista de Estudos Linguísticos e Literários, v. 21, n. 1. Rio de Janeiro: UFRJ, Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas, 2019 (com Rita Chaves e Ana Maria Ramos).
  • Espaços de escrita, escritas do espaço: as geografias literárias africanas de língua portuguesa em discussão. Dossiê publicado na Revista I-Land – Identity, Language and Diversity. Napoli: Paolo Lofredo Editore, 2018 (com Livia Apa).
  • Novas escrituras, novas epistemologias. Dossiê publicado na Revista Abril, v. 10, n. 21. Niterói: NEPA/Universidade Federal Fluminense, 2018 (com Júlio C. Machado de Paula).
  • Passados antecipados, futuros empoeirados: os caminhos da ficção de João Paulo Borges Coelho. Dossiê publicado na Revista Mulemba, v. 10, n. 18. Rio de Janeiro: UFRJ, Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas, 2018 (com Sandra Sousa, Sheila Khan e Elena Brugioni).
  • A teoria pós-colonial em questão. Dossiê publicado na Revista Mulemba, v. 9, n. 16. Rio de Janeiro: UFRJ, Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas, 2017 (com Victor Azevedo e Manuela Ribeiro Sanches).
  • A presença das culturas orais nas literaturas africanas de língua portuguesa. Dossiê publicado na Revista Mulemba, v. 8, n. 15. Rio de Janeiro: UFRJ, Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas, 2016 (com Carmen Tindó Secco, Vanessa Teixeira Ribeiro e Maria Geralda Miranda).